Boletim Diário

15/10/2020

Mercado externo

Exportações dos EUA e tempo seco no Brasil dão suporte

• Os preços dos contratos futuros da soja negociados na CBOT ascenderam em decorrência de novas vendas externas dos EUA e do tempo seco no Brasil, fatores que se sobrepuseram a pressão exercida pelo progresso da colheita nos EUA.

• O USDA confirmou a venda de 264 mil toneladas de soja dos EUA à China.

• Paralelamente, as chuvas reportadas no Centro- Oeste do Brasil foram consideradas insuficientes para a retomada de um ritmo de plantio mais célere na região.

• A greve de trabalhadores de indústrias argentinas deu suporte. O protesto afetou as operações de grandes fornecedores globais.

Clima e escassez de suprimento elevam preços

• Os preços da soja voltaram a subir generalizadamente tanto no mercado à vista quanto no mercado a termo. Os fatores de precificação foram distintos.

• No spot, pesou a escassez de soja e a disposição das indústrias em cobrir os prêmios recordes para originar pequenos volumes, enquanto os contratos com vencimento situados na nova temporada ascenderam na esteira da elevação dos prêmios de risco relacionados ao clima seco.

• As chuvas tão aguardadas no Centro-Oeste chegaram em regiões isoladas de maneira suficiente para a aceleração dos trabalhos de plantio. Na maioria delas, porém, a pluviosidade foi insuficiente para formação das reservas hídricas necessárias para uma semeadura célere.

Dólar

Ambiente altista persiste

• Num dia sem relevantes dados econômicos que guiassem o mercado, a divisa norte-americana seguiu escalando em relação ao real, com os agentes financeiros ainda reagindo as más notícias associadas ao aumento de casos de contágio de COVID-19 na Europa e suspensão dos testes com vacina da Johnson & Johnson.

• A oferta de dólares no mercado à vista, feita pelo Banco Central (BC) na véspera, impediu ajustes positivos maiores no câmbio, mas não que voltasse a ascender. Durante dia, a recompra de US$ 2 bilhões em títulos feita por uma subsidiária da Petrobras também pôde ter influenciado no ambiente altista do dia.

• O IBGE revelou o crescimento de 2,9% no volume de serviços prestados em agosto, ainda não o suficiente para devolver as perdas desde o início da pandemia. Em paralelo, o mercado voltou a corrigir positivamente suas previsões para a inflação 2020 no Relatório FOCUS.

Comentários

• A Balança Comercial referente às duas primeiras semanas de outubro (7 dias úteis) trouxe embarques superiores as expectativas do mercado, que contava com o início da execução do programa de exportações dos EUA para uma redução abrupta dos números.

• Cerca de 942,85 mil toneladas deixaram os portos brasileiros no período, o equivalente a uma média diária de 134,69 mil toneladas, 41,63% menor do que a do mesmo mês do ano passado, mas duas vezes superior à média para qual as expectativas do mercado convergiam.

• As receitas totalizaram US$ 336,6 milhões, uma média diária de US$ 48,08 milhões, 42,06% menor do que a de outubro de 2019, refletindo a redução dos volumes embarcados em razão da antecipação das entregas.

• O preço médio da tonelada de soja somou US$ 357,00 contra os US$ 359,7 do mesmo mês do ano passado. A diferença pode ser atribuída tanto à recomposição dos estoques globais quanto à forte apreciação do dólar.

Preço Agropan

Soja R$

Soja US$

Milho R$

Milho US$

Dólar

150,00

26,80

64,00

11,43

5,5980

Preço trigo

PH

78 acima

75 a 77,99

72 a 74,99

65 A 71

R$/60kg.

70,00

64,75

52,50

44,62

As opiniões contidas neste relatório são pessoais e não representam em hipótese alguma recomendação para compra e/ou venda de contratos nos mercados futuros e/ou físico.

Boas informações produzem bons negócios

Volfe Umberto Gobbato

Gerente Geral

MATRIZ

Tupanciretã - RS

Av. Padre Roque Gonzales, S/Nº, 98170-000

agropan@agropan.coop.br

55 3272-8900


Desenvolvido por BRSIS