Boletim Diário

10/09/2020

Mercado externo

Soja volta a ampliar ganhos na CBOT

• Os preços dos contratos futuros da soja apresentaram nova elevação, sua décima segunda consecutiva, seguindo a forte demanda externa pelo grão norte-americano e relatos de clima adverso sobre o Meio Oeste às vésperas da colheita.

• O USDA confirmou vendas de 238 mil toneladas dos EUA para a China e outras 132 mil toneladas para destinos não revelados.

• Temperaturas baixíssimas em Dakota do Norte e ao norte de Minnesota levaram mais danos às lavouras antes afetadas pela escassez hídrica.

• Em antecipação ao relatório mensal do USDA, o mercado crê na redução da produção e dos estoques finais previstos para a temporada 2020/21.

Baixa liquidez com rapidez de vendas antecipadas

• No mercado spot, o movimento de incessante elevação arrefeceu na maioria das praças, conforme a ponta compradora se retesou e a baixíssima liquidez falou mais alto na precificação.

• Em praças majoritariamente exportadoras, há menor impulso, visto que os demandantes externos se voltam à oleaginosa norte-americana.

• Prêmios no interior continuam superando por ampla margem os oferecidos pelos poucos exportadores ainda ativos. Não coincidentemente, praticamente não se vê carregamentos programados nos portos do Sul.

• No mercado a termo, os produtores que não avançaram tanto na comercialização meses atrás, auferem margens mais dilatadas.

Dólar

Dólar volta aos R$ 5,30

• A taxa de câmbio voltou às imediações dos R$ 5,30 nesta quarta-feira, a despeito de o movimento esperado ter sido o de aversão ao risco decorrente da suspensão dos testes com vacina da AstraZeneca, uma das que estavam nos estágios mais avançados em direção a ministração em massa.

• Contra os efeitos das notícias contaram a política monetária expansionista a ser implementada pelo Federal Reserve e a ausência de reportes de sobressaltos em muitos outros testes de vacinas mundo afora. Contudo, um ambiente altista para o mercado internacional de câmbio ainda é esperado para a quinta-feira.

• No Brasil, a tensão que envolve o comprometimento do governo com o teto de gastos públicos e o embate entre os membros fiscalistas e desenvolvimentistas da base continuam oferecendo suporte ao referencial.

Comentários

• De acordo com o relatório de condições de safra do USDA, o clima continuou predominantemente seco e com altas temperaturas nos EUA, na semana encerrada no dia 6 de setembro.

• Apenas partes de Michigan, Minnesota e Wisconsin registraram temperaturas abaixo do normal em até 2ºC.

• A pluviosidade foi alta em partes do Kentucky, do médio-Atlântico, das Grandes Planícies, do Tennessee e do Texas. Algumas faixas do Meio Oeste tiveram precipitações superiores a 150 mm.

• No mesmo período, o USDA afirma que 20% das lavouras entraram na fase de queda de folhas, treze pontos percentuais à frente do ano passado e quatro pontos à frente da média quinquenal.

• O órgão ainda classificou 65% da safra em boas ou excelentes condições edafoclimáticas, um ponto percentual abaixo da semana passada, mas ainda dez pontos percentuais acima do somado há um ano.

Preço Agropan

Soja R$

Soja US$

Milho R$

Milho US$

Dólar

129,00

24,33

52,00

9.81

5,3000

Preço trigo safra 2018/2019

PH

78 acima

75 a 77,99

72 a 74,99

65 A 71

R$/60kg.

58,00

53,65

43,50

37,00

As opiniões contidas neste relatório são pessoais e não representam em hipótese alguma recomendação para compra e/ou venda de contratos nos mercados futuros e/ou físico.

Boas informações produzem bons negócios

Volfe Umberto Gobbato

Gerente Geral

MATRIZ

Tupanciretã - RS

Av. Padre Roque Gonzales, S/Nº, 98170-000

agropan@agropan.coop.br

55 3272-8900


Desenvolvido por BRSIS