Boletim Diário

06/02/2024

DÓLAR À VISTA FECHA A R$ 4,9818, EM ALTA DE 0,27%

AGRO NEWS

SOJA: CHICAGO TERMINA EM ALTA COM MOVIMENTO DE CORREÇÃO

Os futuros de soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam em alta nesta segunda-feira. O mercado passou por correção após ter recuado nas duas sessões anteriores e acumulado perda de 2,76% no período. Dados de exportação dos Estados Unidos também deram algum suporte aos preços. De acordo com o Departamento de Agricultura do país (USDA), 1,43 milhão de toneladas de soja foram inspecionadas para embarque em portos do país na semana encerrada em 1º de fevereiro, aumento de 56% ante a semana anterior. O vencimento março da oleaginosa subiu 7,75 cents (0,65%), para US$ 11,9625 por bushel.

Os ganhos foram limitados pelo fortalecimento do dólar ante o real, que tende a estimular as exportações brasileiras. O avanço da colheita no Brasil também impediu uma alta mais acentuada das cotações. A AgRural disse que os trabalhos alcançaram na quinta-feira 16% da área estimada, em comparação com 11% uma semana antes e 9% um ano atrás. Segundo a consultoria, o índice segue puxado por Mato Grosso e pelo Paraná, e é o segundo maior já registrado para esta época do ano, ficando atrás somente dos 19% da safra 2018/19.

Traders também ajustaram posições antes do relatório mensal de oferta e demanda do USDA, que sai na quinta-feira. Segundo participantes, o mercado deverá ficar atento à estimativa para a safra brasileira, que em janeiro foi reduzida de 161 milhões para 157 milhões de toneladas. O número, porém, ainda é bem maior do que as projeções mais recentes de consultorias e entidades do agro, e a expectativa é de que o USDA faça um novo corte na quinta. O Citi reduziu sua estimativa em 12 milhões de toneladas, para 148 milhões. Ainda assim, o banco disse que a América do Sul deverá ter uma colheita abundante, com perspectivas positivas trazidas pela Argentina.

O relatório do USDA de fevereiro não costuma ter grande impacto sobre os negócios, mas as estimativas para a América do Sul serão acompanhadas com atenção, disse em nota Doug Bergman, da RCM Alternatives. As projeções para o Brasil estão variando muito, "mas o USDA terá de fazer um corte extremo para que a oferta global fique abaixo de níveis confortáveis", disse.

Veja como ficaram os principais contratos de soja e derivados na CBOT:


COTAÇÕES DO COMPLEXO SOJA NA BOLSA DE CHICAGO

GRÃO

FARELO

ÓLEO

US$/bushel

cents

US$/t

US$

(cents/libra)

pontos

Mar/24

11,9625

7,75

Mar/24

361,10

4,30

Mar/24

45,33

60

Mai/24

12,0475

6,50

Mai/24

355,80

2,80

Mai/24

45,78

56

Jul/24

12,1425

6,00

Jul/24

358,70

2,40

Jul/24

45,96

46

Ago/24

12,0450

5,75

Ago/24

358,80

2,00

Ago/24

45,73

41


CBOT/Agência Estado


Preços Agropan

Preços válidos das 9:10h às 12h

Soja R$

Soja US$

Milho R$

Trigo

PH 78

Dólar

111,00

22,28

51,00

62,00

4,9818

As opiniões contidas neste relatório são pessoais e não representam em hipótese alguma recomendação para compra e/ou venda de contratos nos mercados futuros e/ou físico.

MATRIZ

Tupanciretã - RS

Av. Padre Roque Gonzales, S/Nº, 98170-000

agropan@agropan.coop.br

55 3272-8900


Desenvolvido por BRSIS